Lipoaspiração

 

 

A lipoaspiração é um procedimento cirúrgico indicado para pessoas que não conseguem eliminar o acúmulo de gordura localizada apenas com dieta e exercícios físicos. Não é um método de emagrecimento, mas, na maioria dos casos, é a única forma de eliminar esses depósitos. Nas mulheres, por exemplo, eles ocorrem principalmente no culote, onde costuma restar uma gordura difícil de perder da forma convencional.

 

 

 

Definição

 

A lipoaspiração, também conhecida como lipoplastia (“modelagem de gordura”), lipectomia por sucção, lipoescultura, lipoaspiração por sucção, ou simplesmente lipo (“remoção de gordura assistida por sucção “), é a remoção cirúrgica do tecido adiposo localizado (gordura localizada) ou regional em excesso.

 

Indicações


Apesar de boa saúde e bom nível de aptidão física, alguns indivíduos podem ter um corpo com contornos desproporcionais devido à gordura localizada. Isso ocorre devido a características hereditárias ou familiares em vez de uma falta de controle de peso ou atividade física. A lipoaspiração não deve ser considerada como um tratamento para obesidade, emagrecimento ou um substituto para uma dieta adequada e exercício físico. No Brasil, o cirurgião pode retirar até 7% do peso corporal do paciente, por exemplo, 3,5 Kg de gordura de uma pessoa de 70 Kg, e assim por diante.
A lipoaspiração também pode ser realizada com a intenção de obter gordura para ser inserida em outro segmento corporal – processo chamado de lipoenxertia. Por exemplo, indivíduos que apresentam a face muito magra, uma cicatriz deprimida, precisam corrigir rugas, para adicionar volume para aumento da região glútea, e até mesmo preencher os lábios.

 

Resultados


Após a cirurgia, o corpo do paciente será o mesmo, melhorando as proporções nas áreas em que foi realizada a lipoaspiração. Até que se atinja o resultado almejado, as formas passarão por fases intermediárias: até o 30º dia, haverá áreas roxas e muito edema (inchaço). Pequenos “defeitos”, tendem a desaparecer com o decorrer do tempo. Nenhuma  lipoaspiração fica “perfeita” no pós-operatório imediato. Pode-se esperar melhora e diminuição do inchaço até um ano após a cirurgia de lipoaspiração. O grau de elasticidade da pele e o volume retirado da região têm grande importância no resultado final.

Vale ressaltar que o paciente deve fazer um programa de condicionamento físico antes e depois da operação, para trabalhar a musculatura. O cirurgião vai interferir na camada adiposa, a gordura. É a somatória de cuidados que trará o resultado esperado.