Mamoplastia de Aumento

 

 

A mamoplastia de aumento é uma cirurgia estética com a finalidade de aumentar o tamanho das mamas através da aplicação de prótese. O resultado deve ser uma melhor harmonia entre a forma e o volume pelo aumento e suspensão nos casos de seios caídos.

 

 

 

Como é a cirurgia?


Quem recorre a essa cirurgia geralmente sofre de hipoplasia, ou seja, possui seios pequenos em relação ao restante do corpo. Em algumas mulheres, é comum o problema apresentar-se após a adolescência, por condição hereditária. Em outras, é decorrência de um regime severo ou de uma gravidez (involução mamária pós-gravídica).

Nesta cirurgia faz-se a colocação de prótese de silicone gelatinoso, encapsulado com dupla parede de silicone sólido, através de uma pequena incisão que praticamente não deixa nenhuma marca de cicatriz visível.

A prótese pode ser colocada entre a glândula mamária e o músculo peitoral ou abaixo deste, dependendo da quantidade de tecido mamário existente e sua distribuição. Em ambos os casos, não alteramos em nada a função da lactação ou sensibilidade da mama, deixando-a apenas mais projetada no tórax.

O procedimento também é útil para corrigir irregularidades e assimetrias no formato das mamas, mas não tem a capacidade de corrigir uma possível flacidez. Nesse caso, é indicada a combinação do implante com uma mastopexia (breast lift).

 

Indicações


A Mamoplastia de Aumento é um procedimento altamente individualizado – vale lembrar que deve ser feita para realizar o desejo de melhora da auto-estima e auto-confiança da própria paciente, e não pela cobrança de outras pessoas. Mulheres adultas em qualquer idade podem se beneficiar dessa cirurgia. No entanto, é recomendado que as mamas estejam completamente desenvolvidas. De maneira geral, a prótese não atrapalha a capacidade de amamentar.

 

Resultados


Os resultados da mamoplastia de aumento são imediatamente visíveis, mas o período em que a mama atinge seu aspecto definitivo (cicatriz, forma, consistência, volume, sensibilidade, etc.) vai do 3º mês até o 12º ou 18º mês. O grau de elasticidade da pele das mamas tem grande importância no resultado final, bem como o volume da prótese introduzida. O equilíbrio entre ambos varia de caso para caso. Quanto ao resultado, poderá ser preservado, desde que não haja grandes variações de peso.