Saiba mais sobre Lábio leporino e Fenda palatina

O Lábio Leporino é um defeito genético muito comum no Brasil e também em outros países do mundo e que se detecta sempre quando a criança nasceu. O problema pode acontecer quando o lábio superior da criança aparece com uma divisão, que fica localizada entra e boca e o nariz do bebe. Isso acontece porque houve uma falha durante o processo de formação da face da criança, e que impede que as duas partes do rosto da criança de junte adequadamente, sendo que isso geralmente acontece durante a gestação nos últimos meses. Em alguns casos, é possível ate mesmo identificar problema antes de a criança nascer através de exames ultrassom em três dimensões.

Outro problema que também acontece durante a gestação da criança e que geralmente é acompanhada do lábio leporino é a fenda palatina, que acontece quando o palato, também conhecido como céu da boca, não se fecha completamente durante o processo de formação do rosto. Estes dois problemas acontecem em vários graus, ou seja, não existe apenas um tipo de má formação do palato ou do lábio leporino, sendo que os graus dependem muito do tamanho da fenda que separa as duas partes do rosto das crianças ou do buraco que fica no céu da boca da criança.

Causas e explicações

Os médicos ainda não conseguiram identificar as causas destes problemas com as crianças, sendo que muitos médicos acreditam que sejam fatores genéticos, mas não existe uma relação direta entre uma pessoa que teve este problema quando criança e o fato da possibilidade dos filhos também apresentarem esses problemas no rosto. Existem alguns estudos que foram feitos, mas que já datam de alguns anos que tentavam associar este tipo de problema com o fato das mães fumarem durante a gestação. Mas os números apontados pela pesquisa davam conta de que apenas quando a mãe fumava uma média de 20 cigarros por dia poderia aumentar as chances de a criança nascer com o lábio leporino.

Para corrigir o problema do lábio leporino, grande parte dos médicos recomendam que a cirurgia plástica que pode separar e arrumar o rosto seja feita logo nos primeiros dias de nascimento. Mas isso só pode ser feito quando a criança nasce sem nenhum outro problema de saúde, já que apesar de ser um procedimento considerados simples, eles simplesmente não podem ser feitos se a criança tiver algum outro problema. Por exemplo, se a criança nasce antes do tempo, pode ser que ela não esteja forte o suficiente para passar por uma cirurgia no começo da sua vida.

Recuperação e tempo

As crianças geralmente se recuperam muito rapidamente da cirurgia, sendo que elas precisam ficar internadas de três a cinco dias no hospital. Mas se a criança consegue se recuperar rapidamente da cirurgia, ela pode rapidamente ter o seu filho com o rosto normal e ele não terá problema em mamar direto da mãe. E o procedimento para o problema no palato também pode ser feito através de cirurgia plástica, que é muito semelhante a do lábio leporino e também e recomendado que seja feito nos primeiros dias de nascimento.

Recursos e cirurgias

Muitos pais também ficam preocupados se a criança realmente vai conseguir se recuperar completamente e se não vai ficar com falhas no rosto. Mas os pais podem ficar mais tranquilos porque o procedimento está sendo feito com os mais avançados recursos tecnológicos que permitem que a criança depois de um tempo não fique mais marcada. E isso é possível especialmente quando a cirurgia for feita nos primeiros dias de nascimento, já que as crianças acabam ainda tendo seu rosto em formação, corrigindo assim as possíveis marcas a cirurgia.

 

Fonte: Saúde Medicina

 


 


Comente Você Também!

  1. *

* Campos Obrigatórios